#TBTTrip: o Chile como destino perfeito

em
menina com vestes de frio, em frente a uma bonita janela com um lago
Cabaña Del Lago

Voltei ao Chile em 2017, dessa vez para pisar na neve da Patagônia, mais precisamente na região dos lagos andinos. A viagem foi feita em um grupo grande, com 15 pessoas ao todo, de faixas etárias diferentes, e todas conseguiram aproveitar ao máximo. Após desembarcarmos em Puerto Varas, que fica bem ao sul do país, fomos para a cidade vizinha, a bela Puerto Montt. Lá ficamos hospedados no Hotel Cabaña del Lago, que é, por sinal, maravilhoso e oferece uma vista simplesmente espetacular, coisa de cinema mesmo.

[Ainda em Puerto Varas, provamos a famosa torta Trés Leches – Com um creme de suspiro por cima, numa textura sem igual, e camadas de leite, finalizada com um leite condensado. Tudo numa proporção perfeita de açúcar].

torta chilena trés leches
Uma torta bem molhadinha

O frio estava caprichado e a ameaça de nevasca era iminente. Num clima daqueles, só tomando muito vinho, de preferência local, como um belo Seña (blend de uvas: 58% Cabernet Sauvignon, 15% Carmenere, 12% Malbec, 10% Merlot e 5% Petit Verdot), muito café bom e comendo muita carne. Nada disso faltou!

Mas foi no Parque Nacional Puyehue que vimos, em fim, a neve. Era o suficiente para arremessarmos bolinhas uns contra os outros, como criança que nunca foi à praia.

 

Mas o melhor lugar estava por vir: e era a reserva biológica de Huilo Huilo, onde ficamos hospedados. Na verdade, de início, queríamos algo mais rústico e o mais próximo possível da realidade, então optamos por ficar em um lindo chalé no meio da floresta e do gelo. Depois começamos a perceber que o aquecimento da casa não era o suficiente e que o chuveiro estava com pequenos defeitos caso tentássemos usar o modo “água quente“. Decididamente teríamos que mudar de acomodação.

menina em meio ao hotel que lembra uma árvore
Nothofagus Hotel, surreal

Foi então que fomos para um quarto em meio ao hotel principal da reserva, chamado de Nothofagus, o mais lindo que já vi na vida. As instalações ficavam dentro de uma espécie de árvore, parecia um sonho.

Desse hotel, saíamos para explorar a redondeza e fomos a restaurantes o tempo todo. Nosso plano era também esquiar em Pucón e garantir a felicidade dos mais aventureiros. Eu, de verdade, não levo o menor jeito. Não me arrisquei muito e preferi tentar usar uma espécie de patinete de neve, mais indicado para crianças. Ainda assim, foi um tombo atrás do outro, cenas para filme.

menina com vestes de snowboarding
Ski em Pucón

Em um dos passeios para desbravar a zona gelada, em um grupo um tanto quanto perdido, demos de cara com um touro selvagem! Ao melhor estilo pré-histórico. Parecia uma miragem e estava ali, diante de nós, com todo o seu vigor. Para nossa sorte, acho que ele também se assustou com a gente e saiu. Estávamos em pânico juntos, porém em um silêncio ausente em qualquer outro momento da viagem.

Uma das lembranças mais agradáveis que eu tenho do percurso de carro pela região dos Lagos é realmente a vista privilegiada de montanhas, dos vulcões e dos lagos lindos e azuis. Nada pareceu minimamente real.

Após o sonho gelado, pegamos um voo para a capital, Santiago, deliciosamente receptiva e cheia de opções de lazer, cultura, gastronomia e compras. Visitamos pontos como o Palacio de La Moneda e o Cerro San Cristóbal, no Parque Metropolitano, onde fica também o teleférico. E claro que eu não perderia a oportunidade de voar um pouquinho, com a tranquilidade de deixar meus pés em segurança! Ainda houve também a oportunidade de participar de um menu degustação na Vinícola Casa del Bosque.

Em termos de Shopping, voltei ao Mall Costanera, que já havia ido conhecer em viagem anterior. Nele, lá no alto, bem alto, há uma espécie de mirante, o Sky Costanera, que garante uma vista absurdamente privilegiada para a Cordilheira dos Andes e para o Cajon del Maipo.

menina com vista completa de Santiago, no Sky Costanera
Sky Costanera

Para quem quer apenas comprar, sugiro mesmo o Parque Arauco, talvez o mais elegante da cidade. Com lojas de Alta Costura, como a Emporio Armani, que inclusive tem um café chiquérrimo instalado lá, e outras um tanto quanto mais populares, tais como Aeropostale, Forever 21 e Desigual.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s